terça-feira, 22 de novembro de 2016

Homem deixa chave na ignição e moto é furtada em Marquinho


Na noite do último domingo dia 20, a Polícia Militar de Marquinho foi procurada por um homem, o qual comunicou que sua motocicleta Honda NXR 150 Bros KS de cor vermelha e placas AON 2437, havia sido furtada.

O mesmo relatou que por volta das 19h30min estacionou sua motocicleta em frente a casa de seu irmão, que deixou o capacete e a chave no contato.

Por volta das 23 horas, quando retornou, percebeu que a motocicleta que havia sido furtada.

A Polícia Militar realizou patrulhamento, mas sem êxito na localização da motocicleta.

Fonte: Blog Olho Aberto.

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Marquinho obtém liberação da Cohapar para construção de 48 casas populares.



Com recursos do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS), 48 casas estão sendo construídas num investimento de R$ 4,2 milhões, viabilizados por uma parceria entre o Governo do Paraná, Governo Federal e Município.

As casas fazem parte do programa Minha Casa Minha Vida.

De acordo com o presidente da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Abelardo Lupion, a previsão é que as obras sejam licitadas nos próximos dez dias. O andamento do projeto foi discutido entre Abelardo Lupion e o prefeito Luiz Cezar Baptistel

Para Baptistel, o governo do Estado está desenvolvendo um trabalho incomparável na área de habitação. “Vemos o trabalho que a Cohapar faz em todas as regiões do Estado e não somente na nossa".

domingo, 6 de novembro de 2016

Enem 2016: O "jeitinho" brasileiro nem sempre da certo


Uma estudante de 21 anos foi flagrada utilizando um celular durante realização da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no último sábado (5), em uma escola no município de Capitão Poço, no nordeste do Pará. Ela foi encaminhada para a delegacia de Polícia Civil, prestou depoimento e foi liberada.
Em nota, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pelo certame, informou que a participante foi devidamente eliminada do exame.
De acordo com a Polícia Civil, era por volta de 17h30 quando a Polícia Militar apresentou a candidata na delegacia. Ela estava na Escola Prof. Mariana das Graças da Silva Aguiar e foi surpreendida com um celular escondido dentro de um pacote de biscoitos que estava comendo.
O fiscal da sala percebeu atitude suspeita da candidata, que não parava de olhar para o saco e descobriu o celular. Ele chamou o responsável pelo Enem dentro da escola, que acionou a Polícia Militar.
Em depoimento, a candidata contou que já tinha feito o Enem quatro vezes e não tinha passado e desta vez resolveu aceitar a proposta de um amigo que conhecia uma pessoa que resolveria a prova e enviaria as respostas corretas via mensagem de texto. Mas, ela não revelou o nome dos envolvidos no esquema.

O celular foi apreendido e vai passar por perícia. Os autos dos depoimentos prestados na delegacia de Capitão Poço serão remetidos à Polícia Federal, que vai instaurar inquérito sobre o caso.



Fonte: globo.com

sábado, 5 de novembro de 2016

8,6 milhões de estudantes realizam o Enem neste fim de semana


As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam hoje (05) para os 8,6 milhões de inscritos. No Paraná, são cerca de 400 mil alunos que farão as provas. Nesse primeiro dia, os estudantes vão responder a 90 questões de Ciências Humanas e Ciências da Natureza. Os candidatos terão quatro horas e 30 minutos para concluir as provas.
A área de Ciências da Natureza e suas tecnologias abrange os conteúdos de Química, Física e Biologia. Em Ciências Humanas e suas tecnologias, as provas são de Geografia, História, Filosofia, Sociologia e Conhecimentos Gerais.
Os portões abrem às 12h e fecham às 13h, no horário de Brasília. Com o horário de verão e diferenças de fusos horários, os estudantes precisam ficar atentos, pois vários estados estão com a hora local diferente da capital federal. A aplicação do exame começa 30 minutos após o fechamento dos portões.
Para fazer a prova é fundamental apresentar documento de identidade original com foto e usar caneta esferográfica de tinta preta, fabricada com material transparente. Outra cor de tinta impossibilita a leitura óptica do cartão de respostas.
É proibido o uso de celular ou qualquer aparelho eletrônico durante as provas. Os aparelhos terão de ser colocados em um porta-objetos com lacre, que deverá ficar embaixo da cadeira até o fim das provas. Em anos anteriores, candidatos foram eliminados por postar imagens da prova em redes sociais.
O candidato também não poderá usar lápis, lapiseira, borrachas, livros, manuais, impressos, anotações, óculos escuros, boné, chapéu, gorro e similares e portar armas de qualquer espécie, mesmo com documento de porte. Se estiver com um desses objetos, eles deverão ser colocados no porta-objetos.
Para enfrentar as longas horas de prova, o candidato poderá levar água e comida. O Ministério da Educação informou que haverá fiscalização dos lanches.
Neste ano, pela primeira vez, haverá identificação biométrica dos estudantes. O objetivo é prevenir fraudes. As impressões digitais serão colhidas durante as provas.
O aluno poderá deixar o local após duas horas do início da prova. Só é possível sair com o caderno de questões nos últimos 30 minutos antes do fim das provas. Caso descumpra qualquer uma dessas regras, será eliminado.

O Ministério da Educação adiou para os dias 3 e 4 de dezembro as provas dos candidatos que fariam o exame em prédios ocupados por estudantes.

Rede Sul de Notícias.

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Números de celular terão nono dígito a partir de domingo no Sul


A partir do próximo domingo (6), os números dos celulares na Região Sul terão o nono dígito. Com isso, deverá ser acrescentado o 9 nas ligações para celulares dos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.
Segundo a Anatel, a Região Sul registrou, em agosto, 36.884.754 linhas de celulares. A agência informa que a medida tem entre seus objetivos aumentar a disponibilidade de números na telefonia celular, dar continuidade ao processo de padronização da marcação das chamadas e garantir a disponibilidade de números para novas aplicações e serviços.
Ligações para telefones fixos não sofrerão alterações, permanecendo com oito dígitos.
Até 15 de novembro, as ligações marcadas com oito dígitos ainda serão completadas, para adaptação das redes e dos usuários. É o chamado duplo convívio.
Gradualmente, haverá interceptações, e os usuários receberão mensagens com orientações sobre a nova forma de discagem. Após esse período de transição, as chamadas marcadas com oito dígitos não serão mais completadas.
Além das adequações técnicas por parte das prestadoras de serviço de telecomunicações, essa medida demandará da sociedade a realização de eventuais ajustes em equipamentos e sistemas privados como, por exemplo, equipamentos PABX e agendas de contatos.

O nono dígito já foi implementado em todos os demais estados do País. O Sul será a última região a receber o nono dígito, encerrando a cronograma definido pela Anatel, que teve início em 2012.

Prefeito eleito de Foz do Jordão morre em acidente na região central do PR


O prefeito eleito de Foz do Jordão, Anselmo Albino Amâncio, morreu durante um acidente no fim da tarde de terça-feira (1°.) na BR-373, na altura do município de Candói, região central do Paraná. Candidato pelo PSD, Amâncio, que tinha 56 anos, foi eleito com pouco mais de 49% dos votos válidos.
Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro que o político dirigia colidiu transversalmente contra um caminhão.
Amâncio morreu na hora, e o motorista do caminhão saiu ileso. Os dois veículos transitavam em sentidos opostos

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Ministro da Saúde reforça prazo para municípios adotarem o prontuário eletrônico


Postos de saúde têm até 10 de dezembro para utilizar sistema digital. Medida permite ao Ministério da Saúde acompanhar histórico do paciente e como são investidas as verbas do SUS
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, participou nesta quinta-feira (20), do VII Fórum Nacional de Gestão da Atenção Básica e reforçou o prazo dado aos municípios que ainda não adotaram o prontuário eletrônico. O evento contou com a presença de gestores estaduais e municipais, conselhos nacionais de saúde, além de profissionais que atuam na Atenção Básica. 
“Nós demos um prazo até 10 de dezembro para que todos os sistemas estejam integrados ao Ministério da Saúde. Sabemos que há um grande impacto positivo na saúde dos brasileiros quando aplicamos novos recursos, investindo na atenção básica. Mais da metade da população brasileira é atendida em municípios que utilizam prontuário eletrônico, portanto, basta fazer a integração”, ressaltou o ministro Ricardo Barros.
O ministro informou que o Ministério da Saúde está preparado para apoiar os municípios que encontrarem dificuldades na implantação do prontuário eletrônico. Assim, cada gestor deverá reportar suas necessidades à pasta, até a data estabelecida, que avaliará cada caso para providenciar a estrutura para a transmissão dos dados. “Municípios que encontrarem dificuldades para a implantação da plataforma devem justificar o motivo, para que possamos avaliar medidas que possibilitem a transmissão dos dados”, enfatizou Barros.
Com a plataforma digital, todos os serviços de saúde da cidade poderão acompanhar o histórico, os dados e resultado de exames dos pacientes, verificar em tempo real a disponibilidade de medicamentos ou mesmo registrar as visitas de agentes de saúde, melhorando o atendimento ao cidadão. A transmissão 100% digital dos dados da rede municipal à base nacional permite ainda que o Ministério da Saúde verifique online como está sendo investido cada real do SUS na saúde do brasileiro. A plataforma digital permite o acompanhamento do histórico médico do paciente em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), oferecendo ganho na qualidade e na gestão da Atenção Básica para o gestor, para os profissionais de saúde e para o cidadão.
PRONTUÁRIO ELETRÔNICO – Em todo o Brasil 1.920 municípios já utilizam o sistema em suas Unidades Básicas de Saúde (UBS). As prefeituras que ainda não adotaram o sistema eletrônico terão ainda 50 dias para se adequar à Portaria 2.488, de 2011, que condiciona o repasse do Piso de Atenção Básica (PAB) Variável à implantação da ferramenta. O PAB Variável é repassado pelo Ministério da Saúde aos municípios, mensalmente e regularmente, para o custeio dos procedimentos realizados na Atenção Básica.
Das 41.688 UBS em funcionamento em 5.506 municípios, 10.134 (106,98 milhões de pessoas) já têm o Prontuário Eletrônico, sendo que 2.902 utilizam versões oferecidas gratuitamente pelo Ministério da Saúde, e 7.232 softwares próprios e privados.
Atualmente, 76% das unidades básicas de saúde ainda registram o histórico do paciente em papel, apesar de dados do Ministério das Comunicações apontarem que todas as cidades contam com ponto de internet banda larga. O Ministério da Saúde oferece plataforma gratuita, mas o envio dos dados também pode ser feito pelos municípios por sistema próprio. Após o período para implantação das plataformas, o pagamento do PAB Variável às prefeituras, equivalente a R$ 10 bilhões por ano, ficará condicionado à implantação do prontuário eletrônico. Esse recurso é aplicado no custeio dos atendimentos de pediatria e vinculados a programas como Saúde da Família, Brasil Sorridente, entre outros.
A informatização dos sistemas de saúde é uma das prioridades da gestão do Ministério da Saúde. O objetivo é integrar o controle das ações, promover a correta aplicação dos recursos públicos, obter dados para o planejamento do setor e, principalmente, propiciar a ampliação do acesso e da qualidade da assistência prestada à população, tornando o atendimento mais eficiente. A medida ajudará também a reduzir custos, evitando, por exemplo, a duplicidade de exames ou retiradas de medicamentos.
ATENÇÃO BÁSICA – Uma das principais prioridades desta gestão é a prevenção e promoção da saúde. A Atenção Básica é capaz de resolver cerca de 80% dos problemas de saúde da população e, assim, desafogar a atenção hospitalar e melhorar a qualidade de vida da população. É importante esclarecer que a gestão das unidades de Atenção Básica, incluindo a administração, contratação de equipes e prestação do atendimento, é de responsabilidade dos gestores locais. Cabe ao Ministério da Saúde a definição das políticas e a participação no financiamento dos programas e serviços.
Entre 2010 e 2015, o número de consultas na Atenção Básica vem expandindo. Aumentou 47% no período, passando de 126,3 milhões para 186,1 milhões. Até hoje a população conta com 41.688 Unidades Básicas de Saúde (UBS) em funcionamento, 771 a mais do que em 2010 (40.917), que equivale a uma cobertura de 70% da população. Mais 26.810 UBS em construção, reforma ou ampliação, um investimento total de R$ 5,7 bilhões. Nos últimos anos, o repasse de recursos federais aos estados e municípios teve um aumento de 90%, passando de R$ 9,8 bilhões, em 2010, para R$ 18,78 bilhões, em 2015.


Por Nicole Beraldo, Da Agência Saúde.

APP reúne servidores da Educação neste sábado em assembleia geral


A APP-Sindicato reúne os professores estaduais neste sábado (21), em Curitiba, para definir os rumos da greve geral da categoria, que iniciou na última segunda feira (17).
Segundo a APP, a greve iniciada na última segunda, já no seu primeiro dia levou o governo a promover uma reunião de negociação com o sindicato. No entanto, mesmo com a demonstração das possibilidades financeiras do Estado em cumprir a legislação da data-base e apresentar um calendário para o pagamento das dívidas (promoções, progressões, equiparação do salário mínimo regional, auxílio transporte, dentre outros), os representantes do executivo foram categóricos em afirmar que a suspensão do reajuste era uma posição do governo e que o mesmo não retiraria a emenda da ALEP.
Nessa quarta (19) uma nova rodada de negociação, entre governo e representantes dos servidores foi realizada. Embora o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, tenha tentado demonstrar uma situação de caos, os levantamentos do Fórum dos Servidores fizeram contraponto à visão negativa do governo. Após intensos debates, acompanhada por uma grande concentração de servidores no pátio da CELEPAR, o Secretário Chefe da Casa civil, Valdir Rossoni, assumiu compromisso de levar ao governo a proposição de retirada das emendas.
Em resposta ao FES no início dessa quinta (20), o governo anunciou a retirada do artigo 33 da emenda 43 a LDO e a abertura de mesa de negociação, condicionada à suspensão das greves pelas categorias. O Fórum dos Servidores indicou que as categorias realizem assembleias para avaliar a proposta apresentada a fim de definir sobre a continuidade ou não das paralisações.
Em reunião do comando estadual de greve, os representantes dos núcleos sindicais fizeram uma avaliação das regiões quanto ao andamento do movimento e adesão da categoria. Avaliaram e apontaram que não há confiança no governo, já que este quebrou outros compromissos.  A continuidade da greve foi apresentada por alguns representantes, porém a maioria apontou a suspensão da mesma, com a continuidade do estado de greve e a possibilidade de retorno imediato à paralisação caso as negociações, principalmente da pauta definida em assembleia, não evoluam. Definiram também a manutenção de assembleia permanente.

Nessa sexta (21), a orientação da APP é de que os comandos regionais de greve reúnam-se para avaliação dos cenários e preparação das caravanas para a Assembleia Estadual, que acontece no sábado (22), em Curitiba e irá definir os rumos do movimento.


Fonte: Rede Sul de Notícias.

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Professores do Estado do Paraná entram em greve nesta semana

Cerca de 100 mil professores da rede estadual de educação iniciam nesta segunda-feira (17) uma greve geral em todo o Paraná. A decisão pela paralisação foi tomada na semana passada durante assembleia da categoria. 

Os servidores são contra a emenda da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), encaminhada pelo governador Beto Richa à Alep (Assembleia Legislativa) do Paraná que retira o reajuste da categoria previsto para janeiro de 2017.

A promessa de reajuste foi feita para acabar com a greve dos servidores, que aconteceu no ano passado, durou 44 dias e ficou marcada pela violência do dia 29 de abril.

Um extensa programação foi organizada para esta semana com relação à paralisação dos professores. Nesta terça-feira (18), os servidores devem fazer um debate público sobre ensino médio em Curitiba e em outras cidades do interior.

Na quarta-feira (19), está marcada uma nova rodada de negociações com a Secretaria de Estado da Educação, com algumas ações marcadas pela categoria, como concentração em Curitiba.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Em Marquinho estudantes se mobilizam contra a PEC 241


Num verdadeiro ato contra os desmandos do governo federal, em virtude da PEC 241,projeto de emenda à constituição do novo regime fiscal, que praticamente congela os investimentos federais e atinge diretamente a saúde e a educação e também da MP 746, medida que propõe a reforma do ensino médio, alunos do Colégio Estadual João Rysics organizaram uma passeata pela cidade e ocuparam o respectivo colégio.
Segundo informações do movimento Ocupa Paraná, já são mais de 420 escolas ocupadas no Estado.
Educadores e demais servidores públicos do Paraná deverão deflagrar greve a partir de 17 de outubro, contra o calote do governador Beto Richa ao suspender compromissos assumidos para os trabalhadores.

Imagens: Foto Marquicolor.


 


quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Dano ao Patrimônio Público de Marquinho



A PM de Marquinho recebeu a informação de populares nesta quarta-feira, (12/10), que dois homens estariam danificando patrimônio público. Os mesmos teriam arrancado letras do nome do município que fica fixado no trevo de acesso ao município. Foi constatado que os autores haviam arrancado a letra “O”. Em patrulhamento a equipe abordou os mesmos os quais assumiram autoria do fato motivados pelo consumo de álcool. Sendo então dado voz de prisão aos mesmos, os quais resistiram obrigando o uso de força moderada e utilização de algema conforme sumula vinculante 11. Foram encaminhados os autores até a 2ª sdp de Laranjeiras do Sul para procedimentos cabíveis.


segunda-feira, 10 de outubro de 2016

"Na cidade de Guarapuava, no PR, o Fantástico encontrou uma situação escandalosa..."


Guarapuava - É essa a fala do apresentador do Fantástico, Tadeu Schmidt, quando se refere a Guarapuava, na matéria exibida na noite desse domingo (09), pelo programa que vai ao ar pela Rede Globo: "Na cidade de Guarapuava, no Paraná, o Fantástico encontrou uma situação escandalosa".
Na reportagem especial, foi denunciado a marcação clandestina de consultas no SUS, "O fura-filas do SUS", beneficiando eleitores de políticos en três cidades brasileiras e, Guarapuava foi uma das citadas.

Site: redesuldenoticias

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

“Não há crise financeira”, afirma o secretário da Fazenda em audiência na Alep


O secretário da Fazenda do Paraná, Mauro Ricardo Costa, esteve hoje na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) e fez a exposição das contas do Estado no período de janeiro a agosto deste ano. As palavras do secretário foram claras: “Não há crise financeira”. Ele apenas confirma o que a APP-Sindicato e o Fórum das Entidades Sindicais (FES) vêm defendendo há meses. Além disso, o secretário afirmou que há um superávit nas contas de mais de R$ 1,5 bilhão. O irônico é que a previsão da própria Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), desde o ano passado, é que neste momento haveria um déficit de 2,8 bilhões nas contas públicas. Mas, mais uma vez, isto não aconteceu.
“Se não existe crise financeira, se há dinheiro para pagar o que deve, como o secretário da Fazenda demonstrou em sua apresentação fica nítido que a Mensagem que o governador Beto Richa enviou para a Assembleia na segunda-feira, dia 3, nada mais é que perseguição aos servidores e servidoras. Além disso, constatamos que o investimento na Educação em relação aos mesmo período de 2015 caiu em 7,09%”, denuncia o presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Silva Leão, que acompanhou a sessão juntamente com outros(as) diretores(as) da entidade. Em um pronunciamento enérgico, o deputado estadual Professor Lemos também apontou uma série de contradições do governo.
“A mensagem que o governo enviou estipula que se houver, e apenas se houver, espaço no exercício de 2017 é que o Estado, então, deverá implementar em janeiro as promoções e progressões dos servidores. E daí, farão um plano de pagamento da dívida dos atrasados, que já passa de R$ 400 milhões. E por que o Estado não busca o R$ 1,5 bilhão roubado da Receita do Estado, investigado pela Operação Publicano, ou os R$ 50 milhões desviados das obras de escolas da rede estadual? Seria um dinheiro muito bem vindo. Agora, não dá para engolir, ainda mais com os números mostrando o contrário, que o servidor público é que está quebrando o Paraná”, enfatizou o parlamentar.

http://appsindicato.org.br/

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Governo do Paraná envia Mensagem à ALEP suspendendo data base em 1º de Janeiro


O governador do Paraná remeteu à Assembleia Legislativa nesta segunda-feira, 3, mensagem suspendendo a reposição salarial dos professores e demais servidores do Poder Executivo, prevista para janeiro de 2017. “Um dia depois do primeiro turno das eleições, o governador formalizou o que escondeu durante a campanha eleitoral, que iria dar calote nos servidores”, disse o deputado estadual Tadeu Veneri (PT).
A emenda, proposta à Lei de Diretrizes Orçamentárias do Estado para 2017, estabelece que a reposição salarial do funcionalismo não será paga “enquanto não forem implantadas e pagas todas as promoções e progressões devidas aos servidores civis e militares” e condiciona o aumento à “comprovada disponibilidade orçamentária e financeira” . Ou seja, não há data definida para o pagamento, que estava previsto na lei 18.493/2015, aprovada pela Assembleia Legislativa como parte das negociações para o fim da greve dos professores da rede pública no ano passado.
“Pode levar um ano ou mais para que os servidores tenham sua reposição. O envio deste projeto hoje, depois do segundo turno das eleições, é significativo do comportamento de quem governa o Estado”, disse o deputado Tadeu Veneri, que vai combater a proposta do governo.

Fonte: http://www.adunicentro.org.br/noticias/ler/1986/governo-do-parana-envia-mensagem-a-alep-suspendendo-data-base-em-1-de-janeiro

domingo, 2 de outubro de 2016

Eleições 2016: Zinho é eleito para o 4º mandato no município de Marquinho


Com 100% das urnas apuradas Zinho do PSDB é eleito para mais quatro anos à frente do executivo marquinhense, com 2.033 votos, Maria Accordi do PR obteve 1.155 votos.
Confira os votos obtidos pelos vereadores eleitos em Marquinho:

Tonhão da Barra           331
Nego Varela                  305
Neno Cardoso               252
Wilsinho                        247
Zequinha                       227                                                          Bombril                        226
Adelir Conrado            195
João Iung                     188
Miro                              148